O que são investimentos financeiros

O que são investimentos financeiros

O que são investimentos financeiros

Investimentos financeiros são formas de poupar o seu dinheiro agora, para que ele se torne um montante maior futuramente.

Em resumo: você coloca o dinheiro para que ele trabalhe para você. Muitas vezes é só deixar ele parado e os juros rendem. Outras é emprestando para os lugares e quando eles te devolvem o valor aumenta.

Guardar dinheiro para investir

Que tal gastar menos do que você ganha?

Para conseguir realmente ter um valor bom para o investimento, é preciso focar em algumas metas. Pensando que o dinheiro irá voltar para você com ainda mais valor.

Se você não é acostumado a poupar dinheiro, é preciso rever seus hábitos. A redução de despesas é um dos primeiros itens a serem mudados.

Coloque no papel suas metas e pense em quanto dinheiro você quer ter de volta e em quanto tempo. A partir disso você saberá o valor que deverá investir inicialmente e poderá trabalhar formas de conseguir esse montante.

É possível fazer cortes em pequenas despesas ou em grandes. Fica a seu critério fazer uma lista de prioridades e o que dá realmente para “viver” sem.

O ideal é ter um foco em mente. Quando sabemos o que queremos, fica mais fácil chegar lá. Sempre sabendo que para isso é preciso deixar algumas coisas de lado no agora.

O perfil do Investidor

Conhecer o seu perfil de investidor te ajudará a saber como investir dinheiro – isso é fato.

Até porque, pesquisas apontam que 90% das pessoas que começam a investir falham. Tudo isso por não conhecer o universo dos investimentos e não entender quem são de fato, qual o perfil ideal para investimentos.

Quando você entende qual é seu estilo de investidor, você sabe exatamente em qual lugar aplicar e como aplicar. Existem diversos tipos de investimentos, mas só apontando para qual é o certo para você, que é possível acertar o tiro.

Perfil Conservador

É o tipo de investidor que prefere ficar na segurança dos investimentos. Tem medo de se arriscar e perder dinheiro.

O mais indicado para esses perfis é investir em aplicações mais seguras. Os tipos que possuem menor riscos e mais certeza do valor a ser recebido.

o perfil do Investidor

Perfil Moderado

Também gosta de ter segurança no investimento, mas aceita se arriscar um pouco se houver a possibilidade de melhores resultados.

Nesses casos é indicado diversificar os tipos de investimentos. Aplicar em baixos e médios riscos, para que haja um equilíbrio nas aplicações.

Perfil Arrojado

É a pessoa que costuma já entender de investimento e aceita as volatilidades do mercado para ter ganhos mais expressivos.

Costumam já trabalhar com isso há mais tempo e entende que ao se arriscar pode ganhar muito mais se der certo.

Para não correr riscos muito grandes, o melhor para esse perfil é aplicar uma parte menor em investimentos mais seguros e o restante em opções mais arriscadas.

Principais Investimentos financeiros oferecidos por Bancos e Corretoras

Poupança

É a forma mais simples de todas de investimento. É muito tranquila de ser realizada por qualquer cidadão que tenha seus principais documentos e comprovação de renda/residência em dia.

Também é a forma mais conhecida de todas por ser uma opção super segura. Se adequando à um perfil mais conservador.

O juros costumam ser bem baixos. Os rendimentos seguem a mesma linha, não são super altos. A porcentagem irá depender do banco investido.

Leia tambem: Formula negócio online 2020

CDB – Certificado de Depósito Bancário

Essa forma de investimento é como financiar um valor para o banco e depois receber esse dinheiro “emprestado” acrescido de juros.

Ou seja, você empresta e depois de determinado prazo, ele te paga um valor mais alto com o lucro do tempo passado.

Fundos de Investimentos

Que tal investir seu dinheiro em compra de bens? Podem ser desde títulos à bens imobiliários.

O fundo de investimento pode ser feito tanto por pessoas físicas quanto jurídicas. Mas é necessário ter algum intermediário, como o banco ou gestora de fundos de investimentos.

Você passa o valor que deseja investir e ele será aplicado em bens. Os bens serão definidos conforme o seu perfil de investidor: conservador, moderado ou ousado.

Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI)

Os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) também tem como objetivo financiar o setor imobiliário e agrícola.

A diferença desses para os outros de cima é que são feitos exclusivamente por companhias securitizadoras.

Elas reúnem vários recebíveis originados de negócios dos participantes e terceiros. Assim é estruturado os certificados e investimentos. O risco é bem pequeno.

Como o LCI e LCA costuma ser pedido um valor mínimo de investimento. Nesse tipo de aplicação o valor é mais baixo, podendo chegar a R$50 mil reais.

Previdência Privada

Se a sua ideia é poupar agora e investir no bem-estar da sua vida madura, a previdência privada é uma boa opção pra você!

É uma alternativa invés de você investir um valor fixo do seu salário naquela contribuição obrigatória para o INSS. Você pode colocar o dinheiro que quiser e fazer seu “pé de meia” para curtir a vida idosa.

TIPOS DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

Existem dois tipos de planos de previdência privada e você pode escolher o ideal para o que deseja.

PGBL

Esse é o chamado de Plano Gerador de Benefício Livre. É a melhor opção para quem tem rendas maiores e realiza a declaração completa do Imposto de Renda.

O bom é que ele permite que o valor da previdência possa ser abatido no Imposto de Renda. Isso acontece quando o IR for correspondente até 12% da renda tributável do ano.

Outra característica desse tipo de investimento é que o imposto só é contabilizado e cobrado quando você retira o dinheiro. Então você não paga apenas sobre o rendimento, mas sobre todo o valor acumulado.

VGBL

Esse é o Vida Gerador de Benefício Livre. Ao contrário do PGBL, o público-alvo desse investimento são pessoas que possuem rendas menores. Assim como quem realiza a declaração do Imposto de Renda de forma simplificada.

O investidor pode escolher se a tributação deverá ocorrer de forma regressiva ou progressivamente. Na hora de resgate, o IR incide só sobre os rendimentos acumulados no período.

Banco ou Corretora? 

Depende do seu foco na hora de investir dinheiro. Ambos possuem possibilidades diferentes e o que definirá é o tipo de negócio que você deseja fazer.

Os bancos costumam ter uma procura maior e por isso costumam ficar no “confortável”. Isso faz com que ofereçam menos possibilidades.

Isso quer dizer que por ter uma maior quantidade de clientes, eles pecam em não criarem mais variedades.

Mas dependendo do que você deseja investir, calculando os juros e benefícios, pode ser sim a melhor opção para você.

Já as corretoras independentes acabam oferecendo mais diversidade em aplicações. Sendo possível investir em várias instituições financeiras.

Elas costumam sair mais do confortável e mostrar mais ideias para o que você precisa.

Mas vale a pena visitar cada uma deles e ouvir as propostas. Pesquise e converse bem com cada lugar antes de tomar a decisão.